1

1

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Alho Emagrece? Como Ele Ajuda a Emagrecer?

Alho
O alho é uma solução simples e poderosa para várias doenças e oferece benefícios para vários problemas devido a seus compostos únicos, especialmente a alicina. O alho também contém pequenas quantidades de vitamina A, B, C e E, e os minerais potássio, fósforo, cálcio, sódio e ferro.
Publicidade

O alho tem sido, por muito tempo, conhecido por seus benefícios como a prevenção de doenças cardíacas, câncer e diabetes, etc. Na verdade, os usos mais comuns do alho como um suplemento alimentar são para colesterol alto, doença cardíaca e hipertensão arterial. O alho também é usado para prevenir certos tipos de câncer, incluindo câncer de estômago e de cólon.
Agora, pesquisadores dizem que o alho emagrece também. O alho contém o composto alicina que suprime o apetite e ajuda na perda de peso.

Como o alho emagrece?

Dentes de alho podem ser comidos cru ou cozidos. Eles também podem ser secos ou pulverizados e usados em tabletes e cápsulas. Dentes de alho crus podem ser usados para fazer óleos e extratos líquidos.

A composição e natureza do alho

O alho contém mais de 200 compostos químicos. Alguns dos mais importantes são: óleo volátil com compostos que contêm enxofre, alicina, aliina e ajoeno e enzimas: alinase, peroxidase e mirosinase. A aliina é o que dá ao alho suas propriedades antibióticas e é responsável pelo seu cheiro forte. O ajoeno contribui para a ação anticoagulante do alho. O alho também contém citral, geraniol, linalol, A felandredo e B felandreno. O alilo contido no alho também é encontrado em vários membros da família da cebola e é considerado um composto terapêutico muito valioso.

Como o alho ajuda a emagrecer?

O alho age como um supressor do apetite, já que ele envia sinais de saciedade ao cérebro quando é ingerido. Assim, uma pessoa come menos. O alho também acelera o metabolismo. O alho estimula o sistema nervoso para liberar adrenalina – assim acelerando o metabolismo. O metabolismo acelerado te ajuda a queimar calorias e emagrecer.

Quantidade Recomendada

Estudos mostraram que uma média de 900 mg de alho por dia (metade de um dente de alho) pode diminuir os níveis de colesterol em aproximadamente 9%. Nutricionistas sugerem que um adulto normal não deve comer mais do que 3 dentes de alho por dia.
Publicidade

Estudo de Alho e Perda de Peso

Um novo estudo coreano mostra que ele pode ser bom para o controle de peso também. Os pesquisadores deram uma dieta engordativa para ratos por oito semanas, então serviram a mesma dieta suplementada com 2 ou 5% de alho por mais sete semanas. A adição do alho reduziu o peso dos ratos e as reservas de gordura, e diminuiu os efeitos da dieta não saudável no sangue e fígado dos animais. Mais uma razão para saborear o alho.
Para obter mais do seu alho, amasse o alho fresco, então deixe descansar em temperatura ambiente por 10 minutos antes de cozinhar. Vários estudos mostram que isso ajuda a reter cerca de 70% dos seus compostos naturais comparado a cozinhar imediatamente depois de amassar.
Isso acontece porque amassar o alho libera uma enzima que estava presa nas células da planta. A enzima aumenta os níveis dos compostos, e tem seu pico cerca de 10 minutos após amassar. Se o alho for cozido antes disso, as enzimas são destruídas.

Leia mais http://www.mundoboaforma.com.br/alho-emagrece-como-ele-ajuda-emagrecer/#BWOGtHmmyzA9TwHG.99

Ervilha Engorda ou Emagrece?

Ervilhas
Ervilhas são cheias de fibras, assim como vitaminas e proteínas necessárias para uma dieta saudável. Ervilhas verdes contêm cerca de 67 calorias por xícara cozida, e têm 11,3 gramas de carboidratos, 5,2 gramas de proteína e menos de 0,5 gramas de gordura. Ervilhas são um alimento ideal para emagrecer, seja como um substituto de alimentos mais calóricos ou como uma fonte de fibras e vitaminas. Portanto, não há porquê pensar que comer ervilha engorda.
Publicidade

Há alguns vegetais que são quase tão bons ou melhores congelados do que frescos. As ervilhas verdes estão no topo dessa lista.
Esse legume delicioso possui um sabor e textura maravilhosos. Mas a melhor parte é que as ervilhas contêm o dobro de proteína da maioria dos vegetais. Ervilhas verdes perdem apenas para o feijão-fava como uma fonte vegetal de proteína.
Contendo poucas calorias, a ervilha emagrece e é uma ótima aliada para aqueles que estão tentando perder peso. Ervilhas verdes desaceleram a liberação de glicose no sangue, e assim ajuda a manter os níveis de energia estáveis.
Coloque-as em saladas, faça uma sopa ou as esconda no seu purê de batatas. De qualquer forma que você as coma, as ervilhas verdes são ótimas substitutas para recheios calóricos e adicionam muito sabor.

Como a Ervilha Emagrece?

1. Use as ervilhas como um vegetal para aumentar o volume de outros pratos

Por conterem poucas calorias e muitas fibras e proteínas, as ervilhas são bons complementos para pratos mais calóricos. Por exemplo, ao invés de fazer macarrão apenas com carne, a massa e molho, adicione meia xícara de ervilhas por porção. Elas farão com que você se sinta cheio mais rápido, e você comerá o mesmo volume de alimentos com menos calorias.

2. Adicione ervilhas à salada

Tanto ervilhas congeladas quando ervilhas cruas diretamente da vagem são adições saborosas a qualquer salada. Sua densidade pode te ajudar a se sentir cheio mais rápido, e o sabor adicional melhora a salada. Devido à sua quantidade de proteínas, a adição de ervilhas à sua salada também pode te fazer se sentir cheio por mais tempo.
Publicidade

3. Faça uma sopa cremosa

Ervilhas secas de molho por uma noite, escorridas e então cozidas com um pouco de caldo de galinha, pedaços magros de presunto e temperos, podem resultar em uma deliciosa, mas pouco calórica, refeição para o inverno ou outono. Adicione alecrim, cenouras e cebola para mais nutrientes e sabor.

4. Faça das ervilhas o prato principal

Pegue ervilhas, borrife spray culinário sem gordura e asse no forno. Adicione cebolas caramelizadas e um pouco de peito de peru, e você terá um prato principal pouco calórico. Para outra opção, misture arroz integral cozido com caldo de galinha com ervilhas, folhas de hortelã e queijo feta para uma refeição refrescante.

Ajuda na Regulação do Açúcar no Sangue

Regulação do açúcar no sangue é uma área de interesse especial em respeito a ervilhas verdes e outros legumes. Poucos alimentos nos oferecem quantidades tão substanciais de proteínas ou fibras (cerca de 8 a 10 gramas por xícara para cada um desses nutrientes) como a ervilha. Essas quantidades de fibras e proteínas regulam diretamente a velocidade com que digerimos os alimentos.
Ao ajudar a regular a velocidade da digestão, proteínas e fibras também ajudam a regular a quebra de amidos em açúcares e a passagem geral de carboidratos pelo trato digestivo. Com uma regulação melhor de carboidratos, nossos níveis de açúcar no sangue podem ficar estáveis.
Pesquisas recentes expandiram muito nossa compreensão desses benefícios. O que sabemos é que a ervilha pode ajudar a baixar a glicose em jejum, assim como nossos níveis de insulina. Nosso controle do açúcar no sangue a longo prazo (medidos pelo exame laboratorial hemoglobina glicosilada e frutosamina) também melhora com a ingestão de ervilhas. Quando combinada com uma dieta rica em fibras, esses benefícios aumentam. Eles também aumentam quando as ervilhas são consumidas como parte de uma dieta com um índice glicêmico baixo.
Publicidade
A composição de antioxidantes e anti-inflamatórios nas ervilhas provavelmente tem um papel nesses benefícios para o açúcar no sangue. Consumo regular de antioxidantes pode nos ajudar a prevenir estresse crônico, enquanto o consumo regular de anti-inflamatórios dos alimentos pode nos ajudar a prevenir inflamações crônicas.
Inflamação e estresse oxidativo crônicos são fatores de risco para o diabetes tipo 2. Diminuir seus riscos nessas duas áreas é provavelmente um dos mecanismos envolvidos na prevenção de diabetes oferecida pelas ervilhas.
Portanto, além de todos os benefícios para a saúde, percebemos que realmente pensar que comer ervilha engorda é totalmente equivocado, e deve-se adicioná-las à sua dieta se está buscando perder peso.

Leia mais http://www.mundoboaforma.com.br/ervilha-engorda-ou-emagrece/#QsQfFs8fKcdBEipB.99

Descubra os Alimentos Que Deixam o Cortisol Alto ou Baixo

Carne Branca
Cortisol é o principal hormônio de estresse no corpo. A Clínica Mayo diz que ele aumenta a quantidade de açúcar, ou glicose, na corrente sanguínea, aumenta a habilidade de usar glicose e ajuda a reparar tecidos. O cortisol também impacta os sistemas imune, digestivo e reprodutivo, e afeta o processo de crescimento. Os níveis de cortisol são geralmente mais altos de manhã e mais baixos durante a noite. Alimentos não contêm cortisol, mas o que você come pode afetar os níveis de cortisol no seu corpo. Confira aqui alimentos que deixam o cortisol alto ou baixo em seu corpo.
Publicidade

Alimentos que Deixam o Cortisol Alto

Os níveis de cortisol respondem rapidamente aos alimentos que comemos. Estudos mostram que o índice glicêmico de um alimento afeta os níveis de cortisol por aproximadamente cinco horas após você comer, e o índice glicêmico reflete como o alimento irá afetar o nível de açúcar no sangue. Alimentos com um índice glicêmico alto deixam os níveis de cortisol alto. Esses alimentos incluem produtos ricos em açúcar e amidos refinados. Pular refeições também podem aumentar os níveis de cortisol. Um nível de cortisol alto à noite pode perturbar o sono.

Alimentos que Deixam o Cortisol Baixo

Se sua meta é reduzir seus níveis de cortisol, procure por alimentos com um índice glicêmico baixo. Boas escolhas incluem ovos, carnes, aves, peixe e vegetais. Se seu dia começa com um nível normal de cortisol, você pode diminuí-lo ao comer alimentos com um índice glicêmico baixo aproximadamente a cada cinco horas. Para prevenir um aumento do cortisol, recomenda-se balancear açúcares e grãos em refeições com proteínas animais. Vegetais tendem a se balancear em termos de índice glicêmico, mas eles não têm um índice baixo o bastante para compensar pelo consumo de grãos.

Fosfatidilserina

Alimentos ricos do nutriente fosfatidilserina – um fosfolipídio que compõe parte das suas membranas celulares – podem baixar seus níveis de cortisol, de acordo com Dave Tuttle, autor do livro “User’s Guide to Sports Nutrients” (Guia do Usuário para Nutrientes Esportivos).
A fosfatidilserina diminui os níveis de cortisol pós-exercício em até 20%, com menos dores musculares. Entretanto, a fosfatidilserina não mantém o nível de cortisol baixo, e você pode esperar que seu cortisol retorne ao normal dentro de 23 horas. Carnes, feijão branco e soja são boas fontes alimentares desse nutriente.

Vitamina C

Coma muitas frutas e vegetais ricos em vitamina C para evitar um nível de cortisol alto, diz Elizabeth Somer, autora de “The Food and Mood Cookbook: Recipes for Eating Well and Feeling Your Best.” (O Livro de Receitas de Alimentos e Humor: Receitas para Comer e Se Sentir Bem, em tradução livre).
Níveis baixos de vitamina C podem resultar em aumentos no cortisol e um efeito maior de estresse. Muitos alimentos saudáveis são ricos em vitamina C, incluindo brócolis, frutas cítricas, morango e pimenta doce vermelha. Um estudo na edição de janeiro de 2002 da “Psychopharmacology” afirma que quando os participantes receberam vitamina C – 1000 miligramas três vezes ao dia por 14 dias – eles tiveram uma queda na pressão arterial, nos níveis de cortisol e um alívio geral de sintomas de ansiedade. O limite seguro para adultos é de 2000 miligramas por dia, de acordo com o Escritório de Suplementos Alimentares do Instituto Nacional de Saúde. Fale com seu médico antes de usar suplementos de vitamina C.
Publicidade

Alimentos com Baixo Índice Glicêmico

Escolha alimentos com um baixo índice glicêmico – alimentos que são digeridos lentamente e causam elevações menores nos níveis de açúcar no sangue – para diminuir seus níveis de cortisol, aconselha Ali Noor, autor de “Desi Diet and Health Tips: South Asian Healthy Cooking.” (Dieta Desi e Dicas Saudáveis: A Culinária Saudável Sul Asiática, em tradução livre).
O índice glicêmico de um alimento pode influenciar seus níveis de cortisol por cinco horas. Um café da manhã açucarado pode deixar seu cortisol alto e mantê-lo assim durante o dia. Ao invés disso, coma muitas carnes magras, aves, peixes e vegetais. Comece seu dia com esses alimentos e coma mais alimentos com um baixo índice glicêmico a cada três horas para ajudar a manter seu nível de cortisol baixo.

Carboidratos Refinados

Deixe o consumo de alimentos altamente glicêmicos, como frutas e carboidratos refinados, para imediatamente após os exercícios para recuperar a energia e diminuir o cortisol, diz John Ivy, médico, em seu livro “Nutrient Timing: The Future of Sports Nutrition.” (Hora dos Nutrientes: O Futuro da Nutrição Esportiva, em tradução livre).
O aumento na insulina que você irá experimentar nessa hora ajudará a reduzir os níveis de cortisol e irá promover o processo anabólico, que envolve a criação de músculos e outros tecidos magros.

Considerações Finais

O cortisol, um hormônio produzido pelas suas glândulas supra-renais, te ajuda a controlar o estresse ao promover o uso de glicose, proteína e gordura. O cortisol também oferece efeitos anti-inflamatórios e diminui as reações alérgicas. O excesso de produção de cortisol pode ocorrer como resultado de longos períodos de doença, falta de sono prolongada ou estresse mental ou emocional.
Publicidade
Cortisol demais ao longo do tempo pode causar problemas no equilíbrio normal dessas funções e te torna suscetível a certas condições. Alguns nutrientes podem ajudar a manter seus níveis de cortisol sob controle. Consulte seu médico antes de usar nutrientes para uma condição médica.

Leia mais http://www.mundoboaforma.com.br/descubra-os-alimentos-que-deixam-o-cortisol-alto-ou-baixo/#COvpVbtQhRBEh0BC.99

Milho Engorda ou Emagrece?

 Milho
Muitas pessoas acreditam que o milho engorda e acabam o evitando. Mas será que ele realmente faz engordar? Ou ele pode te fazer perder peso? Vamos explorar mais sobre esse vegetal e descobrir se milho engorda ou emagrece.
Publicidade

Calorias e Macronutrientes

O tamanho de uma porção de milho é meia xícara. Milho em lata com sal adicionado contém cerca de 60 calorias por porção, e 10 calorias de gordura por porção, ou cerca de 1 grama de gordura total. Assim, o milho em lata não contém tantas calorias para ser considerado engordativo. O milho também oferece 2 gramas de fibras, 13 gramas de carboidratos e 2 gramas de proteínas, ferro e vitamina C em cada porção. Monitore sua dieta para evitar comer carboidratos demais, já que isso frequentemente resulta em calorias demais, o que pode levar ao ganho de peso.

Fibra

Incluir milho na sua dieta te oferece uma fonte de fibras, um nutriente importante para a saúde do seu intestino. Cada porção desse vegetal oferece 2 gramas de fibras; sua dieta deve incluir de 25 a 38 gramas de fibras por dia para ajudar a proteger contra prisão de ventre e diarreia, assim como para combater doenças cardiovasculares e diabetes tipo 2.

Gordura no Milho

Embora o milho contenha gordura, essa gordura é mono e poliinsaturada. O milho não contém gorduras saturadas ou trans, o que quer dizer que a pequena quantidade de gordura encontrada no milho é saudável. Entretanto, se você adiciona manteiga ou margarina ao seu milho, o conteúdo de gordura irá aumentar significantemente. Nesta versão com muito mais calorias extras o milho engorda.

Sódio

Milho em lata pode conter muito sal, com algumas marcas contendo até 545 mg de sódio por xícara – quase um quarto do recomendado por dia. Sal em excesso pode levar a retenção de fluídos e elevação na pressão arterial em indivíduos sensíveis a sódio. Procure por milho em lata sem sal; o sódio cai para apenas 31 mg por xícara.

Quando o Milho Engorda?

Embora o milho por si só não engorde, ele é um vegetal que contém amido, o que quer dizer que contém carboidratos. Consumir carboidratos demais e calorias pode levar a ganho de peso e de gordura. Se você está acima do peso, A Associação Dietética Americana encoraja que você reduza sua ingestão de calorias em 500 a 1000 calorias por dia, para perder de meio a um quilo por semana.
A Associação Dietética Americana também reporta que reduzir os carboidratos ao invés das calorias ou gordura pode ajudar com uma perda de peso de curto prazo, e reduzir sua ingestão de carboidratos resulta em uma ingestão menor de energia, o que é eficaz para perda de peso e de gordura.
Publicidade

A Pipoca é Saudável ou Não?

A pipoca também não é prejudicial a saúde e boa forma. Ela é um ótimo lanche entre as refeições, desde que não tenha gordura e esteja com pouco sal. A pipoca com manteiga e salgada deve ser restrita por causa da quantidade de gordura e sódio. Além disso, já que a pipoca geralmente é comida enquanto se assiste televisão ou um filme, há uma chance maior de comer grandes quantidades de pipoca, porque a pessoa presta mais atenção ao filme do que à quantidade de pipoca que come. Ingestão excessiva de gordura e sódio tem suas consequências na saúde, como sabemos.

Vitaminas

O milho contém várias vitaminas B, incluindo tiamina, riboflavina, niacina, ácido pantotênico e vitamina B6. A tiamina, com 26% da quantidade recomendada diária por porção, e a vitamina B6, com 31% da quantidade recomendada diária, são as vitaminas presentes em maior quantidade. Você também ingere 5% da quantidade recomendada diária de vitamina A em cada porção de milho, o que melhora a proteção da sua visão.

Minerais

Coma uma porção de milho e você consegue 32% da quantidade recomendada de magnésio, fazendo do milho uma boa escolha para a saúde dos ossos e manutenção da função das enzimas. O milho também oferece 21% do fósforo, 16% do cobre e 15% do ferro e zinco que você deve consumir por dia. Uma porção oferece quantidades menores de potássio e cálcio, também.

Informações de Cozimento

Cozinhar o milho afeta seu valor nutricional. Um estudo publicado em agosto de 2002 no “Journal of Agricultural and Food Chemistry” (Revista de Química Agricultural e de Alimentos) indica que cozinhar o milho por 25 minutos a 115°C aumenta os níveis de antioxidantes em 44%. Além disso, cozinhar dessa maneira aumentou a quantidade de fitoquímicos em 550%. Vitamina C, presente no milho em quantidades residuais, diminuiu com o cozimento.

Rico em Antioxidantes

Como outros vegetais, o milho pode te ajudar a lutar contra os radicais livres, e pode diminuir seu risco de doença cardíaca, câncer e outras doenças. Os antioxidantes encontrados no milho incluem carotenoides, vitamina C e vitamina E.
Publicidade

Considerações

Comer qualquer alimento, o milho engorda em excesso, mas nenhum alimento cria gordura apenas na barriga. Diferentes tipos de alimentos de milho criam benefícios e riscos diferentes. O milho inteiro contém vitaminas importantes, minerais e proteínas, assim como carboidratos e fibras.
Fubá e outros produtos do milho podem oferecer menos benefícios nutricionais. Xaropes de milho se tornam gordura mais rapidamente que o açúcar da cana, de acordo com um estudo publicado em novembro de 2010 em “Pharmacology, Biochemistry and Behavior” (Farmacologia, Bioquímica e Comportamento).
O truque para incluir milho na sua dieta é balanceá-lo com fontes de proteína e gordura que podem diminuir o efeito de alimentos ricos em carboidratos nos níveis de glicose no sangue.

Leia mais http://www.mundoboaforma.com.br/milho-engorda-ou-emagrece/#khadcOyjWbU64Vsl.99

Lista de 35 Superalimentos Que Emagrecem

 Super alimentos
Se você vê a comida como o inimigo, aqui está uma lista de 35 itens que podem fazer você mudar de ideia e fazer com que eles trabalhem para você. Apesar de serem superalimentos que emagrecem, você não deve focar em apenas um deles. Comece introduzindo alguns na sua dieta a cada semana até que você descubra que está comendo muito mais deles do que costumava.


Tomates

É uma fruta? Um vegetal? Quem liga? Tudo o que você precisa saber é que ele tem muitas coisas boas para o seu corpo a longo prazo, e a curto prazo ele te ajuda a perder peso e manter o peso depois. Ele está do lado das poucas calorias, mas ele te ajuda a se sentir cheio, e contém fibras que mantêm o intestino funcionando.
Como qualquer superalimento, o tomate traz mais benefícios do que apenas perda de peso. O licopeno traz antioxidantes que potencialmente ajudam com várias doenças e condições. Coloque uns tomates no se carrinho da próxima vez que for ao supermercado.

Laranja

Níveis saudáveis de Vitamina C te ajudarão a funcionar em níveis máximos, mas se você quer queimar gordura, você pode se preocupar com o açúcar na laranja. Não há como evitar, a laranja contém açúcar, que tem o potencial de se tornar gordura se não for queimado. Mas a quantidade de calorias é baixa, e as fibras ajudam a regular os níveis de glicose no sangue.
Para que ela funcione para você para ajudar na perda de peso, coma com moderação e para aliviar sua vontade de doces ao invés de comer um doce.

Aveia

Embora seguidores da Dieta Paleo discordem, muitos outros alegam que a aveia deve fazer parte da lista de superalimentos que emagrecem, porque a quantidade de fibras melhora seu metabolismo e te ajuda a se sentir cheio por mais tempo. Todos, desde o treinador do The Biggest Loser, Bob Harper, até a Associação Cardíaca Americana, dizem uma tigela de aveia é o melhor começo para seu dia.
Os antioxidantes e outros minerais que a aveia contém fazem dela uma escolha sólida e não apenas uma fonte de fibras. Diminuir seu colesterol também pode estar na sua lista, e essa é uma ótima forma de baixar esses níveis.
Publicidade

Temperos

Não há necessidade de comer alimentos sem gosto se você está tentando perder peso. Esse é um ótimo momento para experimentar temperos de culturas diferentes. Muitos deles possuem propriedades termogênicas que melhoram seu metabolismo, enquanto também fazem alguns pratos mais ou menos parecerem que vieram de um restaurante.
Alguns exemplos: Sementes de mostarda temperam sua entrada e fazem seu metabolismo acelerar, e a gengibre pode ajudar na digestão. Ginseng pode aumentar sua energia, e pimenta do reino pode ajudar a queimar calorias. Gosta de comida indiana? Açafrão pode ajudar a digerir gordura.

Batata Doce

Você pode emagrecer ao trocar a batata por sua prima doce? A batata doce é ótima para dietas porque ela tem menos calorias e também te ajuda a continuar satisfeito entre refeições.
Se você é viciado em batata, essa pode ser uma forma de eliminar um alimento que geralmente não é recomendado em dietas e substituí-lo por um superalimento como esse, que te oferece coisas boas como fibras, Vitamina C, potássio e Vitamina B6.

Maçã

É difícil aceitar que você está se ajudando a perder peso quando você come uma maçã. Ela é tão doce que pode ajudar a diminuir vontades de comer doce, e é fácil ver por que ela acaba em muitas sobremesas. Mas ela contém poucas calorias, gordura e sódio. Ela também é rica em fibras.
Publicidade
A fibra te ajuda a se sentir cheio, e evita que você enlouqueça entre refeições. Ela também ajuda a manter o intestino funcionando. Apenas lembre-se de mastigar bem sua maçã antes de engolir, e compre maçãs orgânicas, assim você pode comer com a casca.

Castanhas

Esse é um alimento que quase todas as dietas existentes sugerem que você coma. As castanhas são um alimento que une os seguidores da dieta Paleo e os vegetarianos, e ainda não vimos uma dieta que diga para não comê-las. Elas vêm direto da terra e um pouco de amêndoas ou nozes pode ser um lanche que te deixa se sentindo bem por algumas horas ou mais.
Se você não gosta de comer castanhas como um lanche, tente picá-las e colocá-las em pratos principais ou acompanhamentos. Você ainda terá as gorduras boas que elas oferecem e elas ajudam a dar sabor à refeição.

Quinoa

Ela é conhecida há algum tempo no reino vegetariano, mas agora está aparecendo nas dietas normais. Os benefícios de perda de peso geralmente vêm na forma de trocar alimentos mais calóricos pela quinoa. Você terá o benefício de equilibrar a refeição com o bônus adicional das vitaminas que a quinoa tem.
Se você ainda não experimentou, o que está esperando? Ela te ajuda a se sentir cheio e não tem muitas calorias, e tem um índice glicêmico baixo. É ótima!

Feijão

Feijão é um alimento base em muitas dietas. Ele é louvado por sua habilidade de ajudar a regular os níveis de açúcar no sangue e ajudar com a digestão com suas fibras. Tente adicionar uma concha de feijão preto como acompanhamento na sua próxima refeição, especialmente se ele pode substituir um alimento com mais carboidratos, como pão ou arroz.
Muitos restaurantes oferecem feijão preto como um substituto para acompanhamentos, então ele é um ótimo item se você sai pra comer com amigos e quer comer bem.

Clara de Ovo

O debate sobre o ovo continua com muitas pessoas dizendo que gemas são boas, e muitas outras dizendo que para perda de peso você deve comer só as claras. Por que tanta confusão? O ovo é uma boa fonte de proteína, e o principal argumento é se a gordura e o colesterol na gema valem a pena.
Por segurança, coma só as claras e tenha o benefício da proteína sem se preocupar com a gema. Quando seu peso estiver onde você quer, você pode voltar a comê-las.

Toranja

Não é preciso entrar em uma dieta louca da toranja para conseguir os benefícios, mas para a maioria das pessoas será preciso comprar uma coisa nova. A toranja geralmente não está na lista de compras das pessoas, mas deveria. Na perda de peso, o mito de que ela é um dos superalimentos que emagrecem está sendo provado por estudos clínicos.
E você não precisa comprar a fruta, você pode comprar o suco dela e começar a beber para evitar o ganho de peso.

Peito de Frango

Apesar dessa não ser uma opção se você é vegetariano, ele é frequentemente usado por pessoas em dieta e fisiculturistas devido à sua grande quantidade de proteína e pouca quantidade de gordura. Pedaços escuros do frango não se comparam em relação à qualidade da proteína. A maioria das pessoas não têm problemas para adicionar o peito de frango em suas dietas, já que é uma das carnes mais populares.
Publicidade
Apenas lembre-se de que ele deve ser comido sem pele. Tente usar temperos diferentes como os mencionados anteriormente. Combinado com musculação, ele pode te ajudar a tonificar seus músculos levando a um metabolismo acelerado.

Banana

Talvez seja devido à nossa ancestralidade que comer bananas pareça natural. Quanto mais estudos são feitos sobre os efeitos da banana em humanos, mais atenção ela recebe como uma forma definitiva de ajudar a nos manter no peso ideal. Ela é super fácil de incorporar na dieta, por ser tão versátil.
Corte algumas e adicione à aveia, mantenha algumas por perto para quando você precisar de alguma coisa doce para mastigar. Mas coma apenas uma por dia, já que ela é uma fonte de açúcar.

Pêra

A pêra geralmente é ignorada como a prima perdida da maçã, mas ela tem um sabor único e vários benefícios, incluindo propriedades de perda de peso. Ela te ajuda a se sentir cheio quando você a come, e tem uma consistência diferente da maçã e outras frutas, tornando suas fibras ainda mais efetivas.
Ela também é usada em várias receitas e tem resultados deliciosos. Se você não usava pêra na cozinha antes, ou como uma fruta para ter por perto, é hora de começar.

Pinhão

Eles contém um fitonutriente que ajuda a suprimir seu apetite. Isso quer dizer que você não precisa recorrer a pílulas caras com químicos que fazem a mesma coisa. Tudo o que você tem que fazer é manter um estoque de pinhão.
Já que eles são pequenos e crocantes, você pode comer vários sem ter que se preocupar em arruinar seus esforços. Ele permite que o corpo coma bastante e ajuda te ajuda a perder peso ao te manter longe de alimentos mais ofensivos.

Cogumelos

Optar por cogumelos ao invés de pepperoni ou salsicha na sua próxima pizza pode te ajudar a perder peso, mas aumentar sua ingestão de cogumelos com outros alimentos saudáveis certamente trará melhores resultados, devido às suas poucas calorias e muitas vitaminas.
Publicidade
Varie os cogumelos, experimentando os que podem parecer um pouco estranhos ao invés de sempre escolher o champignon. Todos eles têm características únicas, mas compartilham o fato de serem superalimentos que emagrecem.

Lentilha

A lentilha está ganhando mais popularidade entre os superalimentos que emagrecem. As fibras que ela contém te ajudarão a se sentir bem entre refeições, e ajudarão a evitar que seus níveis de açúcar no sangue tenham picos.
Se você é vegetariano, você pode usar a lentilha como fonte de proteína, ou você pode usar para complementar a proteína como um acompanhamento. Ela ajuda a manter seu colesterol controlado e te ajuda a processar carboidratos de forma mais eficaz.

Pimentas Picantes

Se você gosta da sua comida picante, há boas notícias para você. Pimentas picantes como habanero, jalapeno e chipotle podem te ajudar a perder peso, enquanto adicionam um sabor a mais a qualquer prato. Elas contêm capsaicina, que oferece vários benefícios que se relacionam à perda de peso.
E se você estava preocupado que comer essas pimentas iria fazer um buraco no seu estômago, pesquisas recentes mostram que elas podem ajudar a prevenir problemas estomacais como úlceras ao matar as bactérias responsáveis. Use à vontade!
Saiba mais: 10 Benefícios da Pimenta para Saúde e Boa Forma

Brócolis

Seríamos remissos se não incluíssemos o brócolis nessa lista, mesmo que você esteja cansado de ouvir falar sobre ele. Sua mãe e sua avó estavam certas, ele faz bem para você, mas além disso ele pode te ajudar a queimar um pouco de gordura.
Como? O brócolis te deixa satisfeito, mas ele não serve só para isso. Ele tem muitos nutrientes, e também é rico em fibras que mantêm seu intestino funcionando, o que faz com que você se sinta bem. Tempere com pimentas, mas evite a sopa de queijo com brócolis, já que ela não funciona para a perda de peso.
Publicidade

Carnes Magras

Carnes magras são cheias de proteínas sem toda a gordura, mas você deve optar pela orgânica se está tentando perder peso. Com as carnes convencionais, eles enchem as vacas, porcos e outros animais de antibióticos e hormônios de crescimento, que acabam na carne que você come. Isso pode se opor aos seus esforços de perda de peso.
Carnes orgânicas não contêm mais nutrientes que as outras carnes, mas é o que elas não têm que faz a diferença. Se você não encontrar orgânica, escolha alimentada com grama ou natural.

Meloa

A meloa é uma variedade do melão, arredondada e enrugada. Algumas pessoas dizem que você queima mais calorias comendo a meloa do que ela contém. Se isso é verdade ou não, não se sabe, mas ela merece estar na lista de superalimentos que emagrecem. Ela é doce, mas não é rica em calorias como a maioria das coisas doces. Ela também contém fibras, mesmo que não pareça.
Ela fica muito boa em uma salada de frutas com outras frutas como melão, morango, ou sozinha como um lanche rápido. Bônus adicional: ela ajuda sua pele a ficar mais bonita.

Espinafre

O espinafre geralmente é um vegetal deixado no prato de crianças, mas adultos estão começando a comer mais já que ele contém muitas coisas boas para perder peso e para o bem estar geral. Você pode comê-lo de várias formas diferentes, fresco em uma salada, ou refogado. Ele funciona para perda de peso ao adicionar volume ao seu estômago sem aumentar as calorias.
Ele é um bom vegetal para ser comprado orgânico se você puder, já que o espinafre absorve muitos químicos.

Chá Verde

Talvez você saiba que o chá verde é rico em antioxidantes, mas você sabia que ele pode ajudar a queimar gordura? São as catequinas! Elas são parte do chá verde e fazem seu corpo queimar mais calorias e gordura.
Infelizmente para os outros chás, o chá verde vence em muitas frentes, porque não é processado como os outros, e assim retém muito dos seus benefícios, como antioxidantes e fitonutrientes que o tornam uma estrela entre os superalimentos.
Publicidade

Canela

Não subestime o poder da canela. Você pode conseguir benefícios de perda de peso simplesmente adicionando mais canela à sua dieta, com uma colher de chá por dia mostrando resultados positivos. O que causa a mágica? É a forma como ela ajuda a regular seus níveis de glicose. Eles têm um papel importante em como você se sente ao longo do dia, seu níveis de energia e quão cansado você fica.
Manter bons níveis de açúcar no sangue também te ajuda a evitar vontades de comer.

Aspargo

O aspargo tem muitos efeitos positivos no corpo, e cada um deles parece ter um papel específico na perda de peso. O primeiro é que ele ajuda o corpo a eliminar toxinas e outros resíduos. Ele também ajuda na digestão e mantém bactérias boas no seu intestino. Sem mencionar que ele é um dos melhores superalimentos que emagrecem, então ele tem muitas vitaminas e minerais.
Muitas pessoas que fazem dieta também gostam do sabor do aspargo, e ele é fácil de preparar, aceita temperos muito bem, fazendo dele uma boa adição ao seu cardápio.

Abacate

Comer abacate é uma ótima ideia para emagrecer. Por anos ele foi evitado por pessoas que fazem dieta por causa da quantidade de gordura, quando tudo o que tinha gordura era considerado ruim. Então, ficamos espertos e percebemos que nem toda gordura é ruim e que as gorduras boas te ajudam a perder a gordura que você tem.
Tente adicionar pedaços de abacate a sanduíches ou amasse para fazer sua própria guacamole. Tente evitar a guacamole de restaurantes, porque você não tem controle sobre os ingredientes.

Manteiga de Amendoim

Ela merece uma menção especial para a perda de peso porque é uma gordura boa que pode ser usada para perder gordura. O sabor é muito bom e pode satisfazer vontades de comer e até evitá-las. Na Dieta do Abdômen, a manteiga de amendoim é recomendada em vitaminas e é rotulada como um superalimento.
Manteiga de amêndoas também é uma gordura boa e oferece muitos benefícios, mas geralmente é mais cara que a manteiga de amendoim. Em qualquer caso, opte pelas variedades orgânicas.
Publicidade

Salmão

O salmão contém ômega 3 e algumas dietas o usam como base. À primeira vista, você pode achar que ele é muito gorduroso para estar nos superalimentos que emagrecem, mas ele não tem muita gordura saturada, o tipo que está no hambúrguer, e o ômega 3 diminui as outras preocupações.
Isso é uma coisa que você deve adicionar à sua dieta e ver como seu corpo reage. Se você tem bons resultados, você pode considerar comer mais vezes por semana. Felizmente existem muitas receitas boas com salmão que levam pouca gordura e são muito saborosas.

Vinagre de Maçã

As enzimas no vinagre de maçã ajudam o sistema digestivo e promovem perda de peso gradual. A forma recomendada de ingestão é com água destilada antes de uma refeição. Ele ajudará a digerir seus alimentos adequadamente, assim seu corpo pode usar os nutrientes.
Ele também funciona para suprimir seu apetite, então se você morre de fome entre as refeições e está buscando uma forma de acalmar seus impulsos até a próxima refeição, essa pode ser a solução.

Iogurte Grego

O iogurte grego tem recebido atenção como uma forma mais saudável de iogurte. Isso porque ele contém mais proteína e menos açúcar do que o iogurte normal. Mas você não tem que abrir mão do iogurte regular, e há outros alimentos que o iogurte grego pode substituir.
Por exemplo, você pode usá-lo como substituto do creme azedo e eliminar muitas calorias e gramas de gordura. Você também pode usá-lo na cozinha para substituir gorduras e óleos, mas isso requer um pouco de tentativa e erro.

Azeite de Oliva

A razão do azeite de oliva te ajudar a perder peso é que ele pode substituir coisas como molhos de salada e outros óleos que são considerados gorduras ruins. Mesmo que você não mude mais nada na sua dieta ou estilo de vida e apenas comece a usar o azeite de oliva, você ainda deve ser capaz de perder peso. Mas a maioria das pessoas acha que se elas começam a fazer uma dieta mais mediterrânea, os resultados são acentuados.
Quase qualquer dieta que retire fast food e outros alimentos não saudáveis será melhor para você perder peso, e usar mais azeite de oliva na sua vida pode trazer muitos benefícios.
Publicidade

Mirtilo

A coisa maravilhosa sobre mirtilo é que não é o peso geral que você perde, mas especificamente a gordura. Ele pode ser responsável por ajudar o corpo a digerir gorduras e açúcares, além de terem um sabor incrível que podem dar sabor a refeições. Ele também fica bom com outras frutas em uma salada de frutas. Apenas não adicione açúcar a eles.
Nós escolhemos o mirtilo para essa lista por sua propriedade de queimar gordura, mas muitas outras frutas em bagas podem te ajudar a perda de peso, então abra seus horizontes.

Peito de Peru

O peito de peru é um ótimo alimento para ter em mãos, porque ele é tão conveniente para comer em momentos de fraqueza, e porque ele é uma proteína magra. Aqueles em uma dieta com poucos carboidratos ou sem carboidratos comem muito peito de peru e outras carnes, e aqueles em uma dieta que equilibra carboidratos e proteínas também o acharão útil.
A proteína que ele contém também pode ajudar se você faz musculação ou está tentando criar músculos para acelerar seu metabolismo. Isso funciona porque aumenta o número de calorias que seu corpo queima.

Linhaça

Você pode colocar sementes de linhaça em quase tudo. Ela contém coisas que ajudam seu corpo, como ômega 3, e contém fibras, que te ajudam a se sentir cheio.
São os ácidos graxos essenciais que ajudam a acelerar seu metabolismo. Como um benefício adicional, ela também baixa os níveis de colesterol ruim no seu corpo, e está na nossa lista de superalimentos que emagrecem devido a seus muitos benefícios.

Mantenha Fresco!

É melhor usar ingredientes frescos sempre que possível, especialmente os super alimentos listados aqui. Eles perdem muito do seu valor antioxidante e poder de perda de peso se são processados. Mantenha as coisas o mais natural possível.
Além disso, escolha os orgânicos sempre que puder. A falta de pesticidas, herbicidas e ingredientes geneticamente modificados permitirão que sua natureza aja da forma correta.

Faça Sopa!

Transformar superalimentos que emagrecem apropriados em uma sopa é uma ótima forma de conseguir seus benefícios e torná-los mais saborosos. A sopa é uma ótima ferramenta de perda de peso, já que ajuda com a digestão, e você pode combinar muitos alimentos ao mesmo tempo para uma refeição rica em vitaminas.
Você pode usar a sopa como uma entrada para uma refeição maior, ou pode fazer dela uma refeição quando é muito tarde para comer muito. Ela é mais fácil de digerir, já que a maioria dos ingredientes são pequenos e foram bem cozidos.

Não é uma surpresa

Alimentos que você suspeitava serem saudáveis e bons para você, realmente são, e são muito melhores que alimentos processados e embalados vendidos no supermercado, redes de fast food e restaurantes. Encha seu carrinho com eles na sua próxima compra e comece a encher seu corpo de superalimentos que emagrecem!

Leia mais http://www.mundoboaforma.com.br/lista-de-35-superalimentos-que-emagrecem/#T8q9C8JuqgzBup0w.99

Beber Água Gelada Engorda?

 Água
A medicina chinesa vê a água como a fundação de toda a vida. Os meridianos são frequentemente classificados como as caminhos de água dos nossos corpos e muitos dos mais antigos pontos tem nomes relacionados à água.
Publicidade

A água, como 75% dos nossos corpos, tem um grande papel em todos os nossos sistemas. Ela é a fundação do nosso sangue, a hidratação e lubrificação de nossas juntas, as lágrimas que choramos, e também filtra as toxinas do nosso corpo. A água, em seu abundante e diverso papel no corpo, também influencia nossa digestão e metabolismo.
O processo digestivo é complicado e começa com o que clocamos em nossas bocas. Na verdade, a digestão começa com a primeira mordida daquele pão que não conseguimos evitar quando vamos ao mercado. Nossa boca a 37 graus é um local quente para os alimentos se suavizarem conforme adicionamos umidade, nossa saliva, e pressão, a mastigação, para quebrar nossos alimentos em pedaços bem pequenos. Conforme nossos alimentos movem-se em direção ao estômago, o ácido clorídrico está ansiosamente antecipando o sabor de qualquer que seja a refeição deliciosa que decidimos mandar para ele.
O metabolismo é uma coisa que funciona em um sistema de tempo. Nós queremos que nosso metabolismo funcione de forma agradável e ajude nossos corpos a utilizar a energia que damos a ele para que possamos trabalhar e jogar duro, e se você gosta de comer, nós certamente queremos que ele trabalhe rápido para que possamos alimentá-lo regularmente com pedaços de sobremesas deliciosas.
Tanto o metabolismo quanto a digestão trabalham melhor quando estão em um ambiente quente. Pense como você se sente quando está sentado na praia em um dia agradável e quente em comparação com andar na rua quando está muito frio. Estando na praia podemos andar de chinelos e shorts, enquanto no inverno temos que nos encher de roupas da cabeça aos pés para ficarmos aquecidos. O frio, como o inverno, faz tudo se contrair. Queremos nos mover para longe do frio, sair do frio, nos retrairmos do frio.
As funções internas do corpo funcionam basicamente da mesma forma. Enquanto o frio gelado de uma bebida pode parecer muito refrescante em um dia quente, temos que nos lembrar que o corpo é muito aberto e receptivo a se mover belamente quando está quente. Se adicionarmos água gelada ao sistema, tudo começará a se contrair, desacelerar e retrair.
É importante notar que dizer que beber água gelada engorda é um equívoco.
Publicidade
Água gelada, comidas frias como vegetais crus e coisas como sorvete podem fazer o estômago desacelerar e fazer as veias do estômago se contraírem. Essa contração, enquanto momentânea, ainda pode fazer com que a digestão se desacelere. Essa desaceleração pode fazer com que o estômago tenha uma estagnação de alimentos ou com o tempo causar o que chamamos de frio no estômago.
O que acontece quando o estômago está frio e desacelera? O estômago é responsável por amadurecer e dissolver os alimentos. Então ele pega esses alimentos e os distribui pelo corpo. Se o estômago está se movendo lentamente e se sente contraído, esses alimentos podem ficar ali, levar muito tempo para serem digeridos e então se fermentarem causando gases, inchaço, arroto e dor. Adicionalmente, se o corpo não está absorvendo os nutrientes com uma frequência suficiente e a tempo, pode haver uma reserva no sistema. Talvez prisão de ventre e uma sensação de inchaço.
É importante notar que não é que tomar um copo de água gelada engorda; água gelada no sistema, a longo prazo, pode ter um papel em como o corpo faz a digestão e em última instância em como o metabolismo funciona. O uso constante de alimentos frios fará com que o sistema do corpo desacelere, o metabolismo não será tão efetivo e podemos começar a ver estase de alimentos, prisão de ventre e inchaço do corpo onde há acúmulo de fluídos sob a pele, ou uma coisa que chamamos de umidade.
Para manter nossa digestão e metabolismo funcionando de maneira estelar, você deve fazer seu melhor para evitar o excesso de consumo de água gelada. Comece a treinar seu corpo para beber água à temperatura ambiente entre as refeições ou 30 minutos após uma refeição para não diluir os sucos gástricos quando eles estão com força máxima.
Se você está morrendo de vontade de um sorvete no verão, tente mover o sorvete na sua boca por um tempo e deixe-o se esquentar antes de engolir. Você pode tirar seu iogurte da geladeira 10 minutos antes de consumi-lo para que ele se esquente um pouco antes de você comê-lo. Adicionalmente, tente ingerir alimentos e bebidas quentes com qualquer refeição que seja fria e crua, assim o sistema não recebe muitos alimentos frios de uma só vez.
Publicidade
Nós certamente não vivemos em um mundo perfeito e há muitas tentações para extinguir nossa sede e desejos. Entretanto, ser consciente do que você consome é metade do caminho. Aproveite sua vida e seus alimentos, mas seja gentil com seu processo digestivo. Nem todos podem viver na praia o ano inteiro, mas se você for gentil, sua barriga com certeza pode!

Leia mais http://www.mundoboaforma.com.br/beber-agua-gelada-engorda/#LbMClkitvxHrFr32.99

Sal Engorda? Como o Sódio Engorda?

Sal
Açúcar, gordura e sódio são os principais culpados pelo apetite insaciável das pessoas por alimentos processados. As indústrias usam uma combinação dos três em um único produto para fazer com que ele seja tão saboroso – e tentador – quanto possível.
Publicidade

Embora o sódio não contenha calorias como o açúcar e gordura, uma dieta rica em sódio engorda. O problema hoje em dia é simples: nós consumimos sódio demais vindo do sal e outros alimentos processados. Vamos analisar a seguir como o consumo de sal engorda e qual o papel do sódio neste processo.

O Papel do Sódio no Corpo

Humanos precisam de sódio para o funcionamento do corpo. O corpo usa esse elemento para controlar a pressão arterial e o volume de sangue, e ele é necessário para que os músculos e nervos funcionem corretamente. A maioria dos alimentos contém sódio, que é encontrado em quantidades particularmente altas em fast foods.
O sódio também é adicionado a muitos alimentos em formas diferentes, incluindo o glutamato monossódico, bicarbonato de sódio, benzoato de sódio e nitrato de sódio. Muitos alimentos processados como frios geralmente usam essas formas de sódio para melhorar o sabor e preservar os alimentos.

Sal Engorda ou Aumenta Peso? E o Sódio Engorda de Fato?

A maioria do sódio na maioria das dietas pode ser atribuído aos alimentos processados. É fácil consumir mais calorias do que você precisa quando alimentos processados são uma grande parte da sua dieta. Não apenas eles têm mais calorias do que a maioria dos alimentos naturais, eles também tendem a ser menos saciantes.
Como seus colegas ricos em açúcar, alimentos ricos em sódio são viciantes. Qualquer alimento que te faz encher seu prato ou comer mais de um prato por dia pode te fazer engordar, especialmente se você não sabe quanto você realmente deveria estar consumindo.
Pesquisas mostram que consumir sal engorda devido ao seguinte ciclo: ingeri-lo causa a liberação de dopamina, o neurotransmissor associado com o centro de prazer do cérebro, tornando alimentos salgados tão viciantes quanto nicotina e álcool. Assim, como com qualquer vício, comer alimentos salgados faz com que você queira mais.
Publicidade
Os alimentos industrializados e fast food são repletos de sódio. Como eles viciam as pessoas e ao mesmo tempo são repletos de calorias, a consequência é fazer a pessoa engordar. Então, de forma indireta, o sódio engorda à medida que faz a pessoa comer mais de comidas que engordam.
Além disso, comer muito sal também aumenta a sede. Esse não seria um problema se bebêssemos água constantemente – mas não bebemos. Pesquisas descobriram uma ligação próxima entre o consumo de sal e a ingestão de bebidas doces. Refrigerantes diet não são a resposta: Eles são cheios de sódio!
Comer muito sal engorda de formas um tanto quanto menos perceptíveis – ao mudar como seu corpo faz e metaboliza gordura. Estudos mostram que uma dieta rica em sal aumenta a produção de insulina, o hormônio que diz ao corpo para armazenar o excesso de açúcar como gordura. De forma simples, quanto mais insulina você tem, mais gordura você armazena e mais peso você ganha.

Retenção de Líquidos

O sódio funciona com o potássio para manter líquidos e minerais propriamente distribuídos a nível celular e através do corpo. Esse equilíbrio delicado requer que seus rins liberem o excesso de sódio pela urina. Quando seus rins não funcionam como deveriam – ou se você é sensível ao sódio – uma refeição rica em sódio pode causar retenção de líquidos temporária e te deixar se sentindo inchado.
Uma ingestão de sódio elevada consistentemente pode levar a retenção de líquidos crônica, o que pode se manifestar como um edema. Ter um rosto inchado ou dedos, mãos, pés ou pernas consistentemente inchados pode ser uma indicação de edema, que deve ser diagnosticado e tratado por um médico.
Publicidade

Removendo o Excesso de Sódio

Para se livrar do inchaço no rosto, assim como em outras partes do corpo, causado pelo sódio, use diuréticos naturais e mudanças na dieta. Diuréticos são substâncias que ajudam o corpo a remover o excesso de líquidos através da urina. Alguns diuréticos naturais incluem café, chá verde, suco de cranberry, tomate, pepino, melancia, aipo e romã.
O potássio trabalha para contrabalançar o sódio, e por isso alimentos ricos em potássio como vegetais podem ajudar a resolver a retenção de líquidos. O método mais eficaz, entretanto, pode ser monitorar seu consumo de sódio e evitar adicionar mais sal aos seus alimentos. Se seu inchaço é mais severo e não desaparece facilmente, procure um médico para eliminar a possibilidade de algum problema.

Problema de Saúde

Além de que o consumo excessivo de sal engorda devido inchaço proveniente do sódio, a retenção de líquidos é a causa de hipertensão. Médicos, nutricionistas e pesquisadores estimam que a maioria dos adultos irá desenvolver hipertensão em sua vida. A hipertensão aumenta de forma significativa seu risco de ter um ataque cardíaco ou um AVC, e te deixa mais vulnerável ao desenvolvimento de doença cardíaca. Por essa razão, a Associação Cardíaca Americana, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças e a Faculdade de Saúde Pública de Harvard aconselham adultos saudáveis de todas as idades a manterem sua ingestão de sódio abaixo de 1500 miligramas por dia.
Não é mais com apenas ataques cardíacos e AVCs que você tem que se preocupar seu você come muito sal. Evidências agora conectam o sódio a outros problemas sérios, incluindo câncer, osteoporose, diabetes, demência, hipertensão, apneia do sono e doença renal.

Principais Fontes

Uma dieta rica em sódio se perpetua, e não apenas porque o sódio pode formar hábitos. Vegetais, castanhas e sementes, grãos inteiros e outros alimentos com pouco ou nenhum sódio parecem sem gosto – e indesejáveis – para um paladar que está acostumado a alimentos ricos em sódio.
Nem todo sódio vem de alimentos ricos em sódio. Quantidades moderadas de sódio se acumulam rapidamente. As principais fontes incluem pães, frios, aves, sanduíches, sopas, pizza, queijo, lanches, fast food, alimentos embalados, alimentos enlatados e molhos prontos.

Deixando Seu Hábito de Sal

Você pode diminuir o sódio com uma limpeza de sal de 2 semanas, que irá acelerar seu metabolismo e aumentar sua energia conforme você corta o excesso de sódio da sua dieta. Você também se sentirá mais magro porque você irá eliminar o peso de líquidos do inchaço. Perder esse peso e centímetros irá te ajudar a ficar motivado a comer com menos sal.
A boa notícia é que seu paladar irá se adaptar rapidamente. A maioria de nós tem cerca de 10.000 papilas gustativas, cada uma feita de 50 a 150 células receptoras que vivem por apenas 1 ou 2 semanas e então são substituídas por novos receptores. Então, depois de comer uma dieta mais limpa por 2 semanas, você não só começará a sentir sabores mais sutis como também sentirá menos vontade de sal.

Leia mais http://www.mundoboaforma.com.br/sal-engorda-como-o-sodio-engorda/#4GIQ8q1KhWDtPZcl.99

Proteína Engorda? Dicas e Cuidados

Steak
Em conjunto com gorduras e carboidratos, a proteína é um nutriente essencial que seu corpo precisa para funcionar diariamente. Afirmar que comer proteína engorda não é uma verdade. Entretanto, alimentos ricos em proteínas não são sem calorias, e comer em excesso pode levar ao ganho de peso. Para evitar que a proteína seja armazenada como gordura, monitore sua ingestão total de calorias e diminua se for necessário.
Publicidade

A proteína é crucial para a construção e manutenção de tecidos do corpo como a pele, cabelo, sangue, músculos cartilagens e ossos. Há 20 aminoácidos que se ligam para ajudar a construir proteínas e nove aminoácidos que não podem ser produzidos pelo corpo. Esses nove aminoácidos essenciais só podem ser retirados de alimentos, e sem eles o corpo não pode funcionar adequadamente. Então, de forma simples: Proteína é necessária.

Como o Ganho de Peso Funciona

Tanto o ganho quanto a perda de peso têm a ver com o número de calorias que você queima e o número de calorias que você consome. Se você queima mais calorias do que come de forma consistente, você perderá peso gradualmente. Se você come mais do que queima, entretanto, você irá engordar – independente se essas calorias extra vêm de carboidratos, gordura ou proteína. Comer um excesso de 7700 calorias, e não usá-las para energia, equivale a um quilo de peso ganho.

Necessidades de Proteína

As recomendações diárias de proteína para adultos vão de 0,8 a 2 gramas por quilo de peso. As necessidades de proteína também são influenciadas pelo nível de atividade. Por exemplo, um levantador de peso de 100 quilos pode precisar de até 182 gramas de proteína por dia para manter ou criar massa muscular magra.

Afinal, Proteína Engorda?

O problema não é que a proteína engorda em si, mas o consumo excessivo e o que a acompanha.
Muitas pessoas cometem o erro de pensar que não há problema em comer proteína demais. Eles associam proteína ao crescimento muscular e assumem que mais é melhor. Eles não podem estar mais errados. Uma vez que seu corpo recebe a quantidade de proteína que ele precisa, ele converte o restante em energia, e se você já tem energia suficiente, ela é convertida em gordura. Obviamente, isso não é o que você tem em mente quando consome mais carne e suplementos de proteína!
Assim como com o açúcar, o maior problema com a proteína é sua companhia. Proteína e gordura parecem andar de mãos dadas. Pense nisso. Alimentos ricos em proteína geralmente são alimentos ricos em gordura: carne, leite, queijo. Felizmente, há escolhas com poucas gorduras, incluindo leite desnatado, queijos com redução de gordura e carnes magras.
Publicidade
Publicidade
Se você não escolhe as opções com pouca gordura e come alimentos com muita gordura de forma consistente, você irá ganhar peso. Isso porque a gordura oferece nove calorias por grama – mais do que o dobro das quatro calorias por grama oferecidas por carboidratos ou proteínas. Mas a gordura também é essencial para a vida. Ela é uma fonte de ácido linoleico e linolênico, que são essenciais, e é necessária para o funcionamento do cérebro e absorção de nutrientes solúveis em gordura.

Proteína, Ganho de Peso, Massa Muscular e Gordura

Proteína é um dos 3 nutrientes principais que nosso corpo precisa para sobreviver, sem incluir a água, é claro. Ela tem um papel incrivelmente importante no corpo e é essencial não apenas para a saúde básica, mas para reparo, recuperação e crescimento muscular.
Se você faz atividades físicas, esportes ou musculação, sua necessidade de proteína é ainda maior que a daqueles que não são fisicamente ativos.
A proteína causa ganho de peso quando incluída em um programa completo de nutrição para ganho de músculos em conjunto com exercícios de musculação. Esse programa de nutrição inclui carboidratos, gorduras insaturadas e proteínas magras. No entanto, esse peso ganho será massa muscular magra, que é exatamente o que você quer se está se exercitando para ter músculos maiores e tonificados.
Uma concepção errônea comum é a ideia de que comer uma grama acima do necessário de proteína engorda. Isso não é verdade. Gordura extra só é ganha ao comer demais, e isso geralmente ocorre ao comer porcarias – não algumas gramas a mais de proteína.
Publicidade
Ninguém nunca se tornou um lutador de sumô por comer mais proteína. É difícil comer muita proteína magra ao ponto de ganhar gordura. Coma sua proteína, planeje sua dieta de criação de músculos e vigie a balança. Faça ajustes para que seu ganho de peso seja lento e constante. Faça isso e você não irá engordar.

Suplemento de Proteína Engorda?

Suplementos de proteína podem te ajudar a alcançar sua necessidade diária de proteína se você não está consumindo o bastante. Atletas frequentemente usam suplementos de proteína em pó para aumentar sua ingestão de proteína, especialmente aqueles tentando criar músculos.
De acordo com a Academia de Nutrição e Dietética, comer 200 calorias a mais por dia te ajudará a criar músculos e ganhar peso. Muitas marcas de proteína em pó oferecem de 100 a 200 calorias e 20 a 30 gramas de proteína por colher; se você misturar a proteína em pó com leite, você irá aumentar ainda mais sua ingestão de calorias. Assim, se você adicionar um shake de proteína sem mudar a quantidade de calorias da sua dieta, você provavelmente irá ganhar peso – a menos que você aumente seu gasto de calorias se exercitando.

Suplemento de Proteína Emagrece?

Algumas pessoas usam shakes de proteína feitos com proteína em pó, o chamado whey protein, para perda de peso ao substituir algumas de suas refeições. Já que sua ingestão total de calorias é o mais importante para a perda de peso, você pode perder peso consumindo proteína em pó se seguir suas diretrizes calóricas. As dietas de perda de peso de mais sucesso pedem de 1.000 a 1.600 calorias por dia, dependendo do peso e gênero. Embora seja melhor conseguir seus nutrientes com alimentos, você provavelmente irá perder peso se substituir uma das suas refeições com um shake de proteína para reduzir sua ingestão de calorias.

Dietas Ricas em Proteína e Suplementos

Muitos alimentos ricos em proteína e suplementos de proteína são vendidos como ajudantes para perda de peso, então parece contra-intuitivo afirmar que proteína engorda. O problema está em sobrecarregar. Consumir proteína demais pode fazer a perda de peso mais difícil, especialmente se você toma shakes de proteína em adição à sua dieta normal.

Leia mais http://www.mundoboaforma.com.br/proteina-engorda-dicas-e-cuidados/#2T8eeqRbxuw70wjo.99

Caldo de Cana Engorda?

Caldo de Cana
Quem resiste ao caldo de cana junto com aquele pastel delicioso? Quando buscamos uma alimentação saudável, devemos fazer escolhas mais adequadas aos nossos objetivos. Mas é exatamente quando abrimos mão de algumas delícias e nos sentimos frustrados. O caldo de cana remete imediatamente ao salgado ou pastel, mas será que compromete o equilíbrio do organismo? Será que o caldo de cana deve ser excluído de uma dieta equilibrada? Será que o caldo de cana engorda?
Publicidade

É importante desvincular os alimentos e analisá-los de forma isolada, para que seus nutrientes sejam reconhecidos e utilizados de forma funcional para seus objetivos. Iremos nos deliciar diante da descrição dos benefícios que essa bebida pode nos proporcionar e descobrir se o caldo de cana engorda ou não.

Rico em vitaminas

O que muitas pessoas teriam dificuldade de acreditar, é que o caldo de cana possui inúmeras vitaminas e nutrientes. Ele oferece alta quantidade de vitamina A, C, vitaminas de complexo B (B1, B2, B3, B5, B6), e ainda diversos sais minerais, como Zinco, Ferro, Cálcio, Manganês, Fósforo, Potássio, dentre outros. Um copo de 300ml de caldo de cana contém 233 calorias. Não se assuste com as calorias, em uma dieta equilibrada, as exceções não prejudicam os resultados traçados, especialmente se consumido em um dia onde você esteja mais fisicamente ativo.

O Caldo de cana e seu baixo índice glicêmico

O caldo de cana possui propriedades similares com o açúcar refinado, mas seus teores de açucares são diferentes. O índice glicêmico é 43, o que nos mostra que não é correto afirmar que caldo de cana engorda sempre. Ele pode ser uma fonte de energia bem interessante, sem grandes picos de insulina no organismo. Evidentemente que o seu consumo excessivo pode sim comprometer a redução de peso. Como com toda a alimentação, é importante dosar a ingestão de carboidrato e açúcar, mas nada de dietas radicais, o caldo de cana possui funcionalidades importantes para a sua saúde.

Seu efeito antioxidante

O caldo de cana proporciona maior segurança para seu organismo diante de radicais livres. Esses radicais aceleram o envelhecimento celular. O caldo de cana atua como um protetor celular, o que retarda o efeito desses radicais, assim garantindo a longevidade celular. O poder antioxidante auxilia no tratamento de cataratas, problemas no sistema nervoso e Doença de Alzheimer.

Fonte de energia para exercícios físicos

O carboidrato contido no caldo de cana pode servir como fonte energética para um melhor rendimento em suas atividades físicas. A redução de peso não se limita apenas a uma alimentação equilibrada, uma rotina de exercícios oferece a garantia de resultados. As 18,2g de carboidrato contidas em cada 100ml de caldo de cana podem assustar ou intimidar a escolha para um cardápio, mas deve-se pensar sobre a sua rotina.
Se você é uma pessoa que possui uma rotina ativa, o carboidrato oferecido pelo caldo de cana pode lhe proporcionar maior resistência física nos exercícios, pode repor a reserva de glicogênio de seus músculos. A ingestão deve ser dosada, como com qualquer alimento, mas a recuperação muscular é garantida. Evidentemente que quando consumido sem controle, o caldo de cana engorda. Como com qualquer alimento, é importante dosar as ingestões manter o controle para que o corpo se mantenha equilibrado e saudável. Para se deliciar com a bebida, o fundamental é saber quando parar.
Publicidade

Higiene é fundamental

O liquido é extraído da cana de açúcar e pode ser facilmente encontrado. Quem resiste? Sabemos que o sabor é tentador, mas é importante atentar para a higienização do local de preparo. Normalmente a venda do caldo de cana é feita em ambientes externos, o que pode ocasionar contaminações que poderiam ser evitadas. É importante atentar para as calorias do caldo de cana, mas a higiene é indispensável na alimentação, reduzindo a probabilidade de contrair uma doença.

Melhor horário para tomar o caldo de cana

As escolhas de refeições para inserir o caldo de cana são importantes para não prejudicar os resultados almejados. O consumo do caldo de cana deve ser dosado e equilibrado com uma porção adequada de proteínas. O caldo de cana pode ser utilizado como fonte energética, se consumido no início do dia, nas primeiras refeições diárias e como bebida pré-treino, garantindo disposição para um treino perfeito.

Combinações com caldo de cana para emagrecer

Não é porque o consumo do caldo de cana não é recomendado com frequência, que você não pode criar combinações deliciosas. Sabemos que muitas pessoas chupam a própria cana e outras que preferem tomar o caldo de forma natural, mas você pode unir a funcionalidade do caldo de cana com os nutrientes de outros alimentos.
O caldo de cana combina muito bem com frutas cítricas, o que proporciona um sabor singular e delicioso para sua refeição se tornar especial. Se quer fazer um suco com caldo de cana que não engorda, experimente misturar 100ml de caldo de cana com 150ml de água e um limão espremido. O cítrico anula um pouco do doce da cana e você tem uma suco diferente com cerca de 70 calorias.

Considerações finais

O caldo de cana é de fato extremamente calórico, com uma densidade de carboidratos muito elevada. O caldo de cana não combina muito com dietas para emagrecer, no entanto, pode fazer parte de sua alimentação se você moderar na quantidade e escolher bem o horário que o toma. Se não houver moderação, e se o consumo for frequente, o caldo de cana engorda sim. O que contribui para o caldo de cana engordar mais ainda é o fato de que normalmente o tomamos com um pastel ou outro salgado.

Leia mais http://www.mundoboaforma.com.br/caldo-de-cana-engorda/#UMExTZLoQhHgxQ5j.99

Presunto Engorda?

Presunto
O presunto é um alimento muito presente na mesa do brasileiro, mas também apreciado em diversas outras localidades no mundo. Seja no café da manhã, no lanche improvisado do almoço e na ceia, o presunto faz sua marca. Por ser uma carne que não precisa de temperos, o presunto industrializado é uma saída fácil e rápida para aqueles dias que não dá tempo de parar na cozinha e preparar algo mais elaborado.
Publicidade

O mais comum é o presunto cozido, mas o cru também é muito consumido. Basta algumas fatias, pão, queijo e o lanche está pronto – e é delicioso! Outras receitas, como tortas, pizzas, risotos também entram pro mundo do presunto.
Não há dúvidas que a facilidade e o “vai bem a qualquer hora” do presunto são as principais características que moldam seu sucesso. Mas tudo que é bom, em excesso, pode trazer alguns prejuízos à saúde, como engordar. Do que presunto é feito? Será que faz mal? É verdade que presunto engorda?

Como é fabricado e seus componentes

A principal matéria prima do presunto é a região traseira do porco, o pernil, sua parte mais nobre. Para a produção do presunto, necessita-se um longo processo e muitos compostos, principalmente para garantir sua durabilidade. Retirando parte da água da carne e acrescentando muitos conservantes e sal, principalmente. Diferente do apresuntado, o presunto não possui a camada excessiva de gordura.
Existem vários tipos de presunto e várias formas de produzi-lo. Alguns diferem-se no tempo de preparo (podendo chegar a 12 meses, ou mais), outros acrescentam ingredientes diferentes, como algumas especiarias (até vinho!).

Presunto Engorda?

A maioria dos embutidos possuem uma quantidade expressiva de calorias, gorduras saturadas e sódio, grandes inimigos à saúde. A gordura saturada estimula o aumento dos níveis de colesterol e o risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares. O sódio pode gerar a pressão alta; os conservantes, risco de câncer. Além disso, há uma alta taxa de corantes, que fazem mal ao estômago. Sendo assim, se consumido em excesso, presunto engorda, assim como outros embutidos (salame e salsicha), além de fazer mal à saúde.
Algumas informações nutricionais sobre o presunto fatiado normal, o mais consumido:
Publicidade
Fatos Nutricionaispor 1 porção de 2 fatias
Calorias91 kcal
Carboidratos2,14 g
Açúcar0 g
Proteínas9,3 g
Gorduras4,82 g
Gordura Saturada1,644 g
Gordura Monoinsaturada2,438 g
Gordura Poliinsaturada0,442 g
Colesterol32 mg
Fibras0,7 g
Sódio730 mg
Potássio161 mg 

Presunto cozido e sem capa de gordura

Como vimos acima, presunto engorda e ainda possui quantidades exageradas de substâncias grosseiras à saúde. Uma alternativa para quem é muito fã de presunto mas não abre mão de manter-se saudável é optar pelo presunto cozido e sem capa de gordura. Um pouco mais saudável do que a versão normal, o presunto cozido possui, em 40g, 30 calorias. Além disso, possui apenas 0,3g de gordura saturada e 477mg de sódio. Os números dos componentes nocivos à saúde diminuem muito com essa outra opção de presunto. 

Presunto Parma

O presunto Parma, retirado da perna traseira do suíno, pode ser uma alternativa boa para o presunto normal. Por não receber conservantes e outros aditivos químicos, não traz tantos malefícios à saúde quanto o presunto normal. Uma excelente fonte de Zinco, o qual torna o sistema imunológico mais resistente, o presunto Parma apenas contém sal em sua carne. 

Presunto ou Queijo?

Assim como o presunto, o queijo possui diversas versões que possuem níveis diferentes de certos compostos, como gordura e sódio. Os queijos ricota, minas, cottage, mussarela, prato e parmesão são os mais saudáveis. Porém, o cottage, desta lista, é o que possui menos calorias (36 calorias em 30g). É um queijo magro e rico em proteínas, podendo ter 0% de gordura na versão light. Bem mais saudável que o presunto, ele pode fazer parte de um café da manhã saudável para você.

Presunto ou Peito de Peru?

Essa é uma pergunta clássica e a resposta é óbvia: peito de peru. Peito de peru possui menos calorias (quase metade em comparação ao presunto). Em questão ao sódio, inimigo da dieta, ambos saem perdendo, grandes vilões para a hipertensão. Mas vale lembrar que existem versões com pouco sódio. Verifique as informações nutricionais das versões industrializadas. Já com relação ao colesterol, peito de peru sai ganhando de novo. São mais pontos positivos que negativos e, na dieta, o presunto engorda muito mais que o peito de peru.

Presunto ou Mortadela?

Mortadela é feita de uma mistura de carnes, cortadas o mais fino possível, misturadas com água, alho e gordura. O presunto, no entanto, é feito a partir do pernil, parte nobre do porco. A mortadela é mais calórica e sua taxa de sódio e gordura saturada é tão ruim quanto a do presunto. Ambos são bem prejudiciais à saúde e podem engordar.
Publicidade

Presunto tem algum benefício?

Vimos que presunto engorda e que, em excesso, é uma bomba para o corpo humano. Afinal, será que o consumo de presunto tem algum benefício?
Como todas as carnes vermelhas são ricas em proteínas, o presunto está incluso nisso. Além disso, ele contém algumas importantes vitaminas, como ferro, potássio, magnésio, vitamina B6, vitamina B12 e zinco. Comer presunto traz a sensação de saciedade por mais tempo, evitando comer demais ao longo do dia.
Comer presunto, em moderação, pode contornar alguns dos seus malefícios à saúde. Apesar de ser calórico e engordar, possui importantes nutrientes que não devem ser deixados de lado.

Leia mais http://www.mundoboaforma.com.br/presunto-engorda/#l6MEQAkOOsKORcjg.99