1

1

Google+ Followers

quinta-feira, 25 de maio de 2017

PENSE NISSO...

 
EDUCAÇÃO S/A

Direitos das crianças...

Direitos das crianças

Digam lá se não está  
 http://vaniusca.blogspot.com.br/2009/02/direitos-das-criancas.html

O que uma Educadora deve ter...


 

Vi este texto no blog http://ritanaterradosonhos.blogspot.com/ e achei interessante partilha-lo

O que uma Educadora deve ter...

Uma memória de elefante, para de tudo se lembrar.
Uma paciência de anjo, para a todos educar.
Olhos à volta da cabeça, para tudo poder ver.
Resposta automática, para a todos responder.

Microfone incorporado, para tudo registar.
Umas costas bem largas, para tudo isto aguentar.
Ouvidos com controlo de intensidade, para não ficar com a cabeça atordoada.
E uma voz bem resistente, para não ter de ficar calada.

Oito braços como um polvo, para a todos ajudar.
E um coração de criança, para tudo apreciar.
Um bom filtro nasal, para aos maus cheiros resistir.
E um enorme bom humor, para tudo encarar a rir!

Mais 10 dedinhos de fada, que ajudem a trabalhar…
E umas pernas de atleta, para os mais pequenos apanhar.
Conhecimentos de informática, para usar o computador.
E também de medicina, para aliviar a dor.

Precisa também de ter muita cultura geral.
E nas áreas científicas, não poderá dar-se mal…
Biologia, Matemática e também Meteorologia.
Para além de Físico-química e também Geografia.

Tem de saber Psicologia, para lidar com as pessoas.
E dizer, sem magoar, às vezes coisas menos boas…
Enfim, uma Educadora à medida da necessidade,
Só feita por encomenda, não vos parece verdade?

(Autor Desconhecido)

O melhor livro do momento

O melhor livro do momento


Um relato verídico e bastante comovente da experiência da própria autora, professora de ensino especial, que acompanha crianças com perturbações mentais e emocionais.

Esta é a narrativa da relação muito forte, que se vai criando ao longo de menos de um ano de aulas, entre Torey Hayden e a sua aluna Sheila de seis anos, uma menina abandonada pela mãe e que vive ao cuidado de um pai alcoólico e mais tarde de um tio que a maltrata.

À medida que os acontecimentos se desenrolam vamos percebendo como a perseverança e o amor incondicional desta professora conseguem quebrar as barreiras criadas por Sheila, uma criança agressiva e emocionalmente transtornada, vítima de um conjunto de situações que lhe vedaram o acesso a uma infância normal e acima de tudo à experiência maravilhosa dos afectos a que todos têm ou deveriam ter direito.



«Todos os outros vieram
Tentaram fazer-me rir
Brincaram comigo
Algumas vezes para rir e outras a sério
E depois partiram
Abandonando-me nas ruínas das brincadeiras
E eu não sabia quais eram a sério.
Quais eram para rir e
Vi-me sozinha com os ecos de risos
Que não eram os meus.

E depois chegaste
Com os teus modos estranhos
Nem sempre humanos
E fizeste-me chorar
E não pareceste importar-te que chorasse.
Disseste que as brincadeiras tinham acabado
E esperaste
Até que as minhas lágrimas se transformassem
Em alegria.»
 
http://vaniusca.blogspot.com.br/2008/08/o-melhor-livro-do-momento.html

A história contada para o dia das bruxas

http://vaniusca.blogspot.com.br/2008/11/histria-contada-para-o-dia-das-bruxas.html