1

1

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Poema Paraíso

Poema Paraíso
Paraíso
José Paulo Paes

Se esta rua fosse minha,
eu mandava ladrilhar,
não para automóveis matar gente,
mas para criança brincar.

Se esta mata fosse minha,
eu não deixava derrubar.
Se cortarem todas as árvores,
onde é que os pássaros vão morar?

Se este rio fosse meu,
eu não deixava poluir.
Joguem esgotos noutra parte,
que os peixes moram aqui.

Se este mundo fosse meu,
Eu fazia tantas mudanças
Que ele seria um paraíso
De bichos, plantas e crianças.
 
http://profgege.blogspot.com.br/2008/05/paraso-jos-paulo-paes-se-esta-rua-fosse.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário