1

1

Google+ Followers

quarta-feira, 26 de abril de 2017

* REUNA A FAMÍLIA NAS REFEIÇÕES

* REUNA A FAMÍLIA NAS REFEIÇÕES


          O hábito de sentar à mesa para as refeições com a família reunida tem influência direta no bem estar físico e emocional de todos e na formação do caráter e da personalidade dos filhos, que crescem mais equilibrados.

          Esse hábito, vem perdendo espaço para horários apertados de pais e mães que trabalham fora e filhos que se dividem entre a escola e outras atividades. Mas vale a pena fazer um esforço para mudar isso. Estudo da Escola de Pedagogia de Harvard, nos Estados Unidos, revelou que quem compartilha regularmente as refeições com a família come melhor e tem maior bem estar físico e emocional.

          Crianças e adolescentes são favorecidos ainda no desenvolvimento social. As crianças pequenas ampliam o vocabulário e tem mais chance de tirar notas boas. Quanto mais refeições junto dos pais, de acordo com a pesquisa do Centro Nacional de Dependência e Abuso de Drogas da Universidade de Colombia, mais os filhos se dão bem na escola e atrasam a iniciação sexual e menos eles bebem, fumam, usam drogas, ficam deprimidos, brigam ou desenvolvem distúrbios alimentares como a anorexia.

           "Esses momentos de união são uma oportunidade rica de convívio e aprendizado. O encontro e a presença aumentam a afetividade entre pais, filhos e irmãos", confirma o Psicólogo Áderson Costa Junior, do Instituto de Psicologia da Universidade de Brasilia.

           "Durante a refeição quanto mais entendimento e atenção para ouvir, dialogar e demonstrar carinho, mais a criança será estimulada a estender essas atitudes para outras áreas da vida, como a escola e a relação com os amigos".

           Para tornar a refeição algo natural, o melhor é seguir esse rito desde que a criança tenha condições de sentar à mesa. Formado o hábito, fica mais fácil exigir dos filhos, na adolescência, que participem do café da manhã, almoço ou jantar e interajam com os pais e irmãos. Se as crianças estão crescidas e você não cultivou esse costume, ainda é tempo de adotá-lo.

Conteúdo do site AnaMaria

Nenhum comentário:

Postar um comentário