1

1

Google+ Followers

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Dicas aos pais que acompanham os filhos



01- FIQUE CALMOSe todos contribuírem, o aluno se desenvolverá segundo seu próprio ritmo e alcançará o máximo possível dentro do processo ensino-aprendizagem.
02- NÃO REPASSE ANSIEDADESejam elas de que natureza for, não as transmita ao aluno. Caso se relacionem à vida acadêmica, procure orientação com o professor. Com certeza após este diálogo, elas serão minimizadas e não se converterão em bloqueios à aprendizagem.
03- NUNCA QUESTIONE O PROFESSOR DIANTE DO ALUNOFazendo assim, estará quebrando elos afetivos, tão necessários à aprendizagem. Os professores, como todos os seres humanos, estão sujeitos a falhas e erros, porém estes devem ser acertados em partículas, nunca diante do aluno.
04- NUNCA FAÇA AS TAREFAS TRABALHOS PARA OS FILHOSFazendo assim, além de tirar de seus ombros suas responsabilidades, não permitirá ao professor ter noção exata do desempenho do aluno.
05- RETIRE AS DÚVIDAS DE SEU FILHO, QUANTO ÁS TAREFAS DE FORMA CONSTRUTIVANunca dando respostas, antes, desenvolvendo diálogo, cerque seu filho, pondo-o a pensar em todas as interações e caminhos que possam levar à solução do problema.
06- TORNE POSSÍVEL AO ALUNO TER HORA E LOCAL APROPRIADO PARA AS TAREFAS DE CASA Em local arejado, iluminado e calmo, dando tempo para a digestão, mantenha supervisão à distância. Se houver erros, tente levar o aluno a buscá-los e consertá-los. Lembre-se os erros são etapas cognitivas que devem ser vivenciadas, degraus a serem galgados. Estão implícitos em toda e qualquer aprendizagem!
07- O CONHECIMENTO NÃO OCUPA LUGAR, PELO CONTRÁRIO ELIMINA DÚVIDAS E INCERTEZAS!Procure ler e inteirar-se sobre a fase pela qual seu filho está passando. Compareça às reuniões, pois será falando a cerca da aprendizagem, ouvindo as dúvidas dos outros pais que poderão ser as mesmas dúvidas, poder-se-á chegar , talvez, a reconfortante conclusão que todos estão no mesmo barco, com as mesmas dúvidas, mas também com os mesmos objetivos – ver o aluno crescer e se desenvolver o máximo possível dentro de suas potencialidades.
08- TENHA COMO UMA DE SUAS PRIORIDADES A (BOA) ALIMENTAÇÃO DE SEU FILHO. Oriente para que desenvolva bons hábitos alimentares, para que torne rico o desjejum, bom almoço e jantar leve. Que não se alimente entre as refeições, que evite doces, salgadinhos, chocolates, refrigerantes e guloseimas que não possuem grande valor nutritivo. Que entre as refeições, sejam ingeridos apenas sucos naturais e frutas. O esforço contínuo do estômago diante do processo de digestão “rouba” sangue do cérebro que fica menos propenso à aprendizagem.
09- NÃO SE SINTA EXCESSIVAMENTE CULPADO Por estar pouco tempo com seu filho, lhe dando a devida atenção, ou então não poder atendê-lo em todos os seus pedidos. A culpa parece ser para os pais o fardo do século. Tais culpas, fazem dos pais pessoas extremamente irritadiças, cujo resultado é o distanciamento e brigas entre os integrantes do círculo familiar. Tenha sempre em mente que qualidade do vínculo é muito mais importante que a quantidade de tempo passado junto a seu filho.
10- FIQUE CALMO E CONFIANTE. Confie em sua escolha! A escola que você escolheu deve possuir uma equipe especializada, com pessoal treinado e habilitado, que tenha apenas um único objetivo, o desenvolvimento harmonioso de cada estudante em seu aspecto cognitivo, afetivo, emocional, psicomotor, social e moral.

http://professoravivianferreira.blogspot.com.br/2008/10/dicas-aos-pais-que-acompanham-os-filhos.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário