1

1

Google+ Followers

domingo, 5 de março de 2017

A Fada...

A Fada

Fazia muito frio e todos dormiam.
O tempo foi esquentando,os sapos,as borboletas,os gatinhos,os cachorrinhos,as vaquinhas,as cobrinhas,os bichinhos foram acordando.
Os amigos da natureza também despertaram,os duendes,os elfos,os gnomos,todos reiniciaram seu trabalhos.
Havia nascido uma fadinha que estava muito triste e sentia um vazio no peito,ela não sabia quem era.Não tinha nome e não tinha o que fazer.Coitadinha!ela andou pra lá e pra cá perguntando=
-Gatinho você sabe o meu nome?
-Não,miau,não sei não,miau.
-Passarinho,alguém sabe me dizer quem sou eu?
-Talvez a dona coruja saiba.
-Dona coruja,a senhora pode me ajudar?Quero saber o meu nome e o que tenho que fazer.
-Querida fadinha,pergunte a Mãe Natureza,ela saberá.
Assim disse dona coruja e assim fez a fadinha,sentou no chão quietinha e falou com a Mãe Terra=
-Mamãe quem sou eu?
-A terra num sopro de vento respondeu=
-Feche bem os olhos,coloque sua mão no coração.Este batia,batia tristemente.Aos poucos ela foi abrindo o seu coração.
Ao abrir o primeiro pedacinho. . .ela sentiu uma grande ALEGRIA.A alegria de estar viva e de saber que no seu coração morava esta semente. . .a semente da vida.Ah!viva a vida!Que alegria!
Ao abrir o segundo pedacinho,ela viu a BELEZA do mundo.Suas cores,seus perfumes,suas formas,o brilho,quantas diferenças,muita riqueza.O mundo é muito belo!
O pedacinho seguinte lhe trouxe um sentimento enorme de AMOR,amor pelo sol,pela lua,pelos bichinhos,os seres humanos,enfim,um amor que banhava tudo.
Ah!Quanta coisa boa seu coração estava lhe segredando.‘‘O que será que o próximo pedacinho vai me dizer?’’
Ela então,silenciosamente,abriu mais um pedacinho e sentiu PAZ.Tudo serenou ao seu redor.A fadinha então respirou devagar.
Agora faltava pouco. . .Em paz,ela abriu mais um pedacinho. . .Nossa!Jorrou LUZ!A luz vinha do coração.A fadinha ficou surpresa,não sabia que no coração havia luz.Enfim,só faltava um pedacinho pra ela descobrir quem era. . .
Assim irradiando luz,abriu o último pedacinho e uma esperança criança de dentro dela.Ela entendeu que a vida foi,é e sempre será vida.Essa é a ESPERANÇA!!!
A nossa amiga fadinha olhou o seu coração e viu que ele era uma flor e lá no miolo da flor estava escrito. . .PRIMAVERA.
O coração da fadinha irradiava agora um perfume de flor.Um novo sopro de vento lhe disse=
-A sua varinha despertará as flores da natureza e as flores abrirão os corações das pessoas.Você tem muito trabalho pela frente,FADA. . .PRIMAVERA!
A fadinha então desabrochou por inteiro e tocou com sua varinha o jardim,as flores se abriram e a natureza cantou=
‘‘Desperta no bosque,
Gentil primavera,
Com ela chegaram as flores,
Gorjeio do sabiá.
Trá lá,lá,lá,lá,lá,lá,lá,lá
Trá lá.lá,lá,lá,lá,lá’’
FIM.
texto escrito pela minha grande amiga Maria Cristina C. de Moraes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário